Escola de Direito da Católica SC promove atividades fora da sala de aula. | Unidade Joinville
Topo do site
Inscreva-se Cursos Formas de ingresso Bolsas e Financiamentos Telefone
Início do menu
Início do Conteúdo
WhatsApp Image 2019-06-10 at 09.59.28

Escola de Direito da Católica SC promove atividades fora da sala de aula

Paintball foi uma das propostas para aprender teoria na prática

Os estudantes da primeira fase de direito do curso da Católica SC estão realizando uma série de atividades inovadoras dentro da disciplina de Projeto de Aprendizagem Colaborativa (PAC). No último sábado, 8 de junho, um dos grupos realizou uma competição de paintball. Na segunda-feira, 24 de junho, as turmas irão ao Fórum de Joinville simular um julgamento.

Alessandra Ramos, professora coordenadora do curso de Direito, explica que 120 alunos estão envolvidos no projeto que tem por objetivo trabalhar conteúdos de política externa, soberania, território, elementos do Estado e de Direito Internacional. De maneira multidisciplinar, todos os professores se envolvem para mobilizar os assuntos.

Alexandre José Mendes, um dos docentes envolvidos, explica que as turmas foram separadas em grupos e tiveram que criar países com todas as suas características. “Fizemos uma assembleia na Câmara de Vereadores. Quem perdeu declarou guerra e o combate foi realizado no paintball. A ideia é envolver situações reais e no fim criar uma constituição”, afirma.

Para o professor Jeison Geovane Heiler, é importante ver os acadêmicos envolvidos nas atividades. Uma das turmas jogou paintball durante a noite, ficando até 23h30 em combate. “Quando conseguiríamos mantê-los em sala até esse horário? Com esse projeto, eles podem colocar em prática o que aprendem na teoria”, destaca.

Fernanda Monteiro, acadêmica da primeira fase, já havia jogado paintball várias vezes, mas desta vez a motivação era diferente. “É divertido sair da sala e aplicar nossos conhecimentos de forma diferente”, conta. Ana Schelbauer seria observadora da ONU, responsável por fotografar o combate e verificar os “crimes de guerra” que serão julgados no fórum. “A experiência na câmara foi muito importante. Acredito que no fórum será especial também”, ressalta.

A coordenadora Alessandra já prepara a segunda parte do PAC, contando com a equipe de professores para trabalhar as disciplinas de forma criativa e integradora. “Essa integração entre os acadêmicos demonstra a importância do trabalho em grupo”, explica.